– O conceito arquétipo elaborado por Carl Jung é hoje conhecido por Indicador de Tipo Myers-Briggs (ITMB).

Em 1923, no seu livro Tipos Psicológicos, Jung apresentou oito tipos de personalidades diferentes entre si.

Anos mais tarde, Katharine Briggs e Isabel Myers ampliaram a teoria original dos oito tipos de personalidades distintas elaboradas por Jung para dezasseis.

Mas um facto a ter em conta, é que Samuel Liddell MacGregor Mathers da Golden Dawn (Aurora Dourada), já tinha apresentado no começo do século XX textos contendo a ideia dos dezasseis arquétipos.

  • Esses dezasseis arquétipos são os membros da Família Real do TAROT.

Símbolo intuitivo #01: Homem dinâmico e independente. É uma pessoa atenciosa, bom conversador e sempre prestativo.

Como a sua profissão é a de Mensageiro, ele adora viajar.

Símbolo intuitivo #02: É uma pessoa pacífica, amável e que gosta de correr riscos na vida.

No fundo é um indivíduo com bastante sorte.

Símbolo intuitivo #03: Trata-se de um homem estrangeiro, um viajante de terras distantes.

Pelos vários lugares que passou fez inúmeras amizades, ele é muito comunicativo, simpático, sempre bem-humorado.

Símbolo intuitivo #04: É um homem religioso, temente a Deus, protector da sua família e com fortes valores morais.

Na sua casa ele estabelece limites e regras.

Símbolo intuitivo #05: Trata-se de uma mulher muito religiosa. Ela é uma esposa atenta e uma boa mãe, frequentadora diária da igreja local.

Símbolo intuitivo #06: Este é um indivíduo de temperamento imprevisível. Ele é um homem agressivo que sofre de distúrbios mentais, é um doente Bipolar.

A energia que ele transmite, no seu relacionamento com os outros, é bastante negativa.

Cont.

AQUIM

http://karmictarot.blogspot.com