10 A FOICE ou o símbolo intuitivo para Ruptura

Associado a Balança, Elemento AR, com regência de Marte.

Vénus em Balança: Agudiza a irritabilidade.

Para os egípcios, o signo a Balança era conhecido como CHONSU, a criança divina. Tratava-se de um signo que representava o início do Ano – Novo.

11 A VASSOURA E O CHICOTE ou o símbolo intuitivo para Violência

Associado a Escorpião, Elemento Água, com regência de Marte.

Marte em Escorpião: Espírito agressivo, explosão passional.

Na suméria o Escorpião era o animal guardião do Umbral e era necessário passar por cima deles para se chegar ao mundo da luz.

Os sumérios faziam duas associações para o signo de Escorpião; com o próprio aracnídeo e com a águia; patente na visão de Ezequiel (ver carta O MUNDO; aqui, Eurínome dança rodeada por uma grinalda).

No Egipto, o signo Escorpião estava ligado à entidade SELKHET que guiava os desencarnados através do Umbral (visível na carta número 13 do Tarot do Egipto desenhado por Kamilla Szij).

12 OS PÁSSAROS ou o símbolo intuitivo para Liberdade

Regido por Mercúrio.

13 A CRIANÇA ou o símbolo intuitivo para Aventuras

Regido pela Lua.

14 A RAPOSA ou o símbolo intuitivo para Engano

Regido por Neptuno.

15 O URSO ou o símbolo intuitivo para Perigo

Associado a Touro, Elemento Terra, e com regência de Júpiter.

Vénus em Touro: Torna o indivíduo afectuoso.

16 AS ESTRELAS ou o símbolo intuitivo para Esperança

Associado a Aquário, Elemento Ar, com regência de Júpiter.

Júpiter em Aquário: Profundidade de sentimentos.

17 AS CEGONHAS ou o símbolo intuitivo para Mudanças

O regente é Júpiter.

18 O CÃO ou o símbolo intuitivo para Sentimentos

O regente é Vénus.

AQUIM

http://karmictarot.blogspot.com