DIA DO SOL – DIA DE NATAL – RELIGIÃO PAGÃ

Autoridades históricas demonstram que, durante os primeiros 3 séculos da nossa era, os cristãos não celebraram o Natal. Esta festa só começou a ser introduzida após o início da formação daquele sistema que hoje é conhecido como Igreja Romana (isto é, no século 4o). Somente no século 5o foi oficialmente ordenado que o Natal fosse sempre observado, observado como festa cristã, no mesmo dia da secular festividade romana em honra ao nascimento do “deus Sol”, já que não se conhecia a data exacta do nascimento de JESUS Cristo.

o mundo romano havia sido pagão. Antes do século 4o os cristãos eram poucos, embora estivessem aumentando em número, e eram perseguidos pelo governo e pelos pagãos. Porém, com a vinda do imperador Constantino (no século 4o) que se declarou cristão, elevando o cristianismo a um nível de igualdade com o paganismo, o mundo romano começou a aceitar este cristianismo popularizado e os novos adeptos somaram a centenas de milhares.

The New Schaff-Herzog Encyclopedia of Religious Knowledge revela como Constantino e a influência do maniqueísmo (que identificava o Filho de Deus com o sol) levaram aqueles pagãos do século 4o (que tinham [pseudo] se “convertido em massa” ao [pseudo] “cristianismo”) a adaptarem a sua festa do dia 25 de Dezembro (dia do nascimento do deus sol), dando-lhe o título de dia do natal do Filho de Deus.

Assim foi como o Natal se introduziu em nosso mundo ocidental! Ainda que tenha outro nome, continua sendo, em espírito, a festa pagã de culto ao sol. Apenas mudou o nome.

Babilónia, fundada por Nimrode, neto de Caim, filho de Noé. O nome Nimrode se deriva da palavra “marad”, que significa “rebelar”. Nimrode foi poderoso caçador CONTRA Deus (Gn 10:9). Para combater a ordem da humanidade e espalhar-se, Nimrode:
– criou a instituição de ajuntamentos (cidades);
– construiu a torre de Babel (aBabilónia original) como um quádruplo desafio a Deus (ajuntamento, tocar aos céus, fama eterna, adoração aos astros);
– fundou Nínive e muitas outras cidades;
– organizou o primeiro reino deste mundo.

Nimrode , segundo escritos, tomou como esposa a sua própria mãe, cujo nome era Semiramis. Depois dele morrer prematuramente, sua mãe-esposa propagou a perversa doutrina de que Nimrode tinha reencarnado em seu filho Tamuz. Ela declarou que, em cada aniversário de seu natal(nascimento), Nimrode desejaria presentes em uma árvore. A data de seu nascimento era 25 de Dezembro. Aqui está a verdadeira origem da árvore de Natal.

No Egipto sempre se creu que o filho de Ísis (nome egípcio da “rainha do céu”) nasceu em 25 de Dezembro. Os pagãos em todo o mundo conhecido já celebravam esta data séculos antes do nascimento de Cristo.

A GUIRLANDA (coroa verde adornada com fitas e bolas coloridas) que enfeita as portas de tantos lares é de origem pagã. Dela disse Frederick J. Haskins em seu livro Answer to Questions (Respostas a Algumas Perguntas): “[A guirlanda] remonta aos costumes pagãos de adornar edifícios e lugares de adoração para a festividade que se celebrava ao mesmo tempo do [actual] Natal. A árvore de Natal vem do Egito e sua origem é anterior à era Cristã.”

Também as VELAS, símbolo tradicional do Natal, são uma velha tradição pagã, pois se acendiam ao ocaso para reanimar ao deus sol, quando este se extinguia para dar lugar à  noite.

Mas, no entanto, a maioria {dos cristãos greco-romanos ‘} tem, por esta altura, sido induzida a acreditar na sua mente que é perdoável se em algum momento eles façam o que fazem os pagãos, por medo de que “o Nome seja blasfemado” … Viver com os pagãos é lícito, morrer com eles não é. Vivamos com todos; vamos ser felizes com eles, em razão da comunidade da [nossa] natureza, não de superstição. Nós somos colegas na alma, não na disciplina; companheiros possuidores do mundo, não companheiros de erro. Mas se não temos o direito de comunhão em questões deste tipo com estranhos, como muito mais perverso é celebrá-los entre os irmãos! ? Quem pode manter ou defender isto?… Por nós, … os festivais Saturnalia e Ano Novo e Meio de Inverno e Matronalia são freqüentados – presentes vêm e vão – presentes de Novo-ano – jogos adicionam seu ruído – banquetes juntam-se ao seu barulho ensurdecedor! Oh melhor fidelidade das nações às suas próprias seitas, que não reivindicam nenhuma solenidade dos cristãos para si mesmas … Não o dia do Senhor, não Pentecostes, mesmo que os tinham conhecido, teriam compartilhado conosco; porque temeriam que eles não devem parecem ser cristãos. Eles  não estão apreensivos para que não pareceram ser cristãos! (Tertuliano. On Idolatry, Chapter XIV. Traduzido por S. Thelwall. Extraído de Ante-Nicene Fathers, Volume 3. Editado por Alexander Roberts and James Donaldson. American Edition, 1885. Online Edition Copyright © 2004 by K. Knight).
 
deus Sol  
 
Mas passem por aqui se são apaixonados pela História  : ( nunca se deixem influênciar mas sejm coerentes, a data muitas vezes está em debate ( Jesus  nasceu  entre  Fevereiro/ Março – signo Peixes )    :http://solascriptura-tt.org/Diversos/NatalVeioDoPaganismo-Helio.htm 
papiro da barca solar de deus rá  a atravesssar os ceus 
Obrigada pelo vosso interesse
 
Tarotbelline 
Ana Paiva 
Anúncios